Espinhas
Dermatologia clínica

Acne Vulgar – Espinhas

O que é acne?

É uma condição inflamatória que afeta o folículo pilossebáceo (estrutura formada pelo folículo, onde sai o pelo e a glândula sebácea, que produz o sebo). É a alteração dermatológica mais comum em adolescentes e adultos jovens. Afeta até 90% dos adolescentes.

O que causa a acne? 

Os folículos pilossebáceos estão presentes desde o nascimento e na adolescência, pela ação dos andrógenos (hormônios sexuais masculinos), sofrem um série de alterações que resultam no desenvolvimento da acne. Os principais fatores envolvidos são: 

  • Hiperqueratinização folicular: a porção superior do folículo (que popularmente é chamado de poro) fica obstruída por restos de células e sebo (oleosidade)
  • Aumento da secreção sebácea: esse aumento na produção de sebo é descrito como oleosidade excessiva
  • Proliferação bacteriana: a obstrução do folículo e o excesso de sebo favorecem o crescimento de uma bactéria no interior do folículo chamada Propionibacterium acnes
  • Inflamação: todas as alterações citadas acima resultam em inflamação no folículo afetado

Como são as lesões da acne?

O quadro aparece predominantemente nas áreas com maior concentração de folículos pilossebáceos – face e tronco (região anterior e/ou nas costas). O que caracteriza a doença são lesões diferentes na mesma área:

  • Comedões abertos (“cravo preto”) e fechados (“cravo branco”)
  • Pústulas (“espinhas”), pápulas e nódulos (“espinhas internas”)
  • Cistos (em casos graves)
  • O número e o tipo das lesões é bastante variável entre os indivíduos

A acne é hereditária?

Há uma predisposição genética bem determinada principalmente nos casos mais graves. O risco de desenvolver acne é maior em adolescentes cujos pais ou outros parentes de primeiro grau tem histórico de acne.

É mesmo necessário fazer um tratamento com um(a) dermatologista para as espinhas? Como sei que meu quadro precisa de tratamento médico?

A acne é um quadro crônico e tem uma duração média de 10 anos. Embora muito comum entre os adolescentes, há grande variação na gravidade.

Há necessidade de tratamento com o(a) dermatologista se o seu quadro de acne cursa com:

  • Lesões profundas e inflamatórias, como nódulos e cistos
  • Formação de cicatrizes e manchas
  • Estresse emocional e impacto na auto-estima

Qual o melhor tratamento?

A escolha do tratamento depende da avaliação do tipo de lesão predominante, número e gravidade das lesões, potencial de sequelas (manchas e cicatrizes). O controle adequado com prevenção de cicatrizes permanentes é o objetivo principal.

Em casos leves com lesões inflamatórias (“espinhas”) e/ou não inflamatórias (“cravos”) o tratamento tópico pode ser o suficiente. As principais substâncias utilizadas são peróxido de benzoíla, ácido azeláico e retinóides. Casos mais graves (grande número de lesões e/ou formação de cicatrizes) necessitam de tratamento oral que podem incluir antibióticos, contraceptivos orais e isotretinoína oral.

Ou seja, a avaliação com o(a) dermatologista é essencial para definir qual a melhor estratégia de tratamento para o seu caso.

É verdade que não devo “espremer” as espinhas? Pode provocar cicatrizes?

Sim. Sabemos que a formação de cicatrizes está relacionada com o tipo de lesão e predisposição genética. Entretanto, quando ocorre manipulação (“espremer”) das lesões há trauma e aumento do processo inflamatório que pode resultar na formação de cicatrizes permanentes.

É verdade que o uso de “bombas” para treino em academia causa acne?

Sim. As “bombas” representam suplementação de andrógenos (hormônios sexuais masculinos) para melhorar a performance durante o treino, potencializando a perda de gordura e o ganho de massa magra (músculos). Um dos efeitos colaterais comuns dessas substâncias é a piora ou aparecimento de acne. A frequência de aparecimento e gravidade das lesões está relacionada com o tipo e dose do andrógeno utilizado bem como predisposição genética. É importante diferenciar o uso de andrógenos (“bombas”) de suplementos proteicos (como whey protein) comumente utilizados por atletas e que não tem impacto significativo na evolução da acne.

A acne está relacionada com sujeira? Devo lavar meu rosto várias vezes ao dia?

Não. Esse é um equívoco frequente que observo na minha rotina de consultório. A maioria dos adolescentes realizam uma higiene inadequada com o uso de produtos abrasivos e grande número de lavagens ao dia. A limpeza da pele para remoção do excesso de sebo, maquiagem e sujidades é importante, mas deve seguir alguns cuidados. A lavagem deve ser realizada no máximo três vezes ao dia com um sabonete suave, preferencialmente com um pH fisiológico a neutro (entre 5.5 e 7). Os sabonetes convencionais (pH alcalino entre 9-10) promovem irritação da pele e aumento da proliferação bacteriana, piorando o quadro.

Comer chocolate piora ou causa espinhas?

Não há nenhuma correlação estabelecida entre o consumo de um determinado alimento (incluindo o chocolate) e o aparecimento ou piora de lesões de acne. O que sabemos é que uma dieta com alto índice glicêmico pode sim piorar a doença.

Newsletter

Cadastre seu e-mail para receber dicas e novidades nos cuidados com a pele.

Segunda a sexta - 9h às 19h

+55 11    38639365

+55 11    30327431

+55 11 950393499

Rua Cláudio Soares, 72 . Sala 106
Pinheiros
São Paulo . SP . Brasil
05422-030