Saiba mais

Biópsia de pele

O que é a biópsia de pele?

Trata-se de um procedimento para retirada de um fragmento de pele, em geral para auxiliar no diagnóstico.

Como é realizada a biópsia de pele?

É um procedimento realizado ambulatorialmente com material estéril, sob anestesia local, com a retirada de um fragmento de pele (das três camadas da pele) que é enviado para exame anatomopatológico (análise microscópica) em laboratório. Retiramos um fragmento parcial da lesão (chamada biópsia incisional) com um instrumento chamado punch (semelhante a uma caneta), em geral de 4 mm. Em alguns casos toda a lesão é removida (chamada biópsia excisional). É realizada então a sutura (pontos) das bordas da incisão e o curativo.

Quais os cuidados após a biópsia de pele?

Retorna-se a rotina normal após o procedimento. Não há necessidade do uso de antibióticos e repouso. A depender do local do procedimento é necessário interromper algumas práticas esportivas e realizar a troca diária do curativo. A retirada dos pontos é realizada após 7 a 10 dias. Também é necessário evitar a exposição solar no local por, no mínimo, 3 meses.

Se o dermatologista indicou a biópsia significa que tenho câncer de pele?

Não. A biópsia é realizada como complemento diagnóstico em lesões tumorais (benignas e malignas), quadros inflamatórios, alérgicos etc. Enfim, qualquer afecção cutânea em que o exame físico não foi suficiente para definir o diagnóstico.

Ficarei com uma cicatriz no local?

Sim. Qualquer procedimento cirúrgico que atinja a derme (segunda camada da pele) deixará uma cicatriz. O resultado estético final em geral é satisfatório e dependerá do tamanho do fragmento, localização, técnica e cuidados adequados no pós-procedimento.

Newsletter

Cadastre seu e-mail para receber dicas e novidades nos cuidados com a pele.

Segunda a sexta - 9h às 19h

+55 11    38639365

+55 11    30327431

+55 11 950393499

Rua Cláudio Soares, 72 . Sala 106
Pinheiros
São Paulo . SP . Brasil
05422-030